Acupuntura e imunidade

Publicado por Carolina Thibes em

Na medicina ocidental, o exército sai da cidade para derrotar os inimigos. Na medicina chinesa, a cidade fortalece os seus muros para evitar invasores. Ou seja, na medicina chinesa, e no caso específico da acupuntura, o principal propósito é a manutenção da vitalidade, evitando assim doenças e moléstias. 

O termo imunidade/imunologia tem muito a ver com a medicina ocidental. A medicina chinesa utiliza o conceito de Qi (pronuncia-se tchi) correto ou Qi verdadeiro, que é alcançado através da junção do Qi primário da alimentação e da respiração. O Qi primário da alimentação é adquirido através dos alimentos e vai para o estômago e para o baço para que seja transformado. Já o Qi primário da respiração vem pelo ar e é captado e transformado pelo pulmão. Há também o Qi essencial, que seria a essência em forma de Qi e portanto o fundamento de todas as energias, com íntima relação com o rim. Quando há a junção do Qi dos alimentos com o Qi do ar e a potencialização com o Qi essencial, há a formação do Qi correto/verdadeiro. Assim, para que o Qi correto/verdadeiro seja alcançado, deve-se alimentar e respirar bem. 

Pontos de acupuntura que auxiliam na imunidade

Alguns pontos de acupuntura são muito utilizados para fortalecer as funções pulmonares, do baço, do estômago e do rim. Dentre eles, destacamos os seguintes:

Ponto P7

Conhecido como “lieque”, localiza-se próximo à prega anterior do punho. É um ponto muito útil em situações agudas e também nas primeiras fases dos estados gripais, resfriados, tosse, garganta dolorida, asma, torcicolo. Contribui para harmonizar o Qi do pulmão. 

Ponto BP6

Conhecido como “sanjiao”, localiza-se um pouco acima do maléolo medial. É um ponto de cruzamento dos três canais yin do pé (fígado, rim e baço), por isso é muito utilizado para tonificar a energia yin, quando ela está deficiente. Conhecido como um ponto feminino por auxiliar na regulação do útero e da menstruação. Contribui para dirimir distúrbios ginecológicos, rinários, gastrointestinais e circulatórios. Harmoniza e fortalece o Qi do baço-pâncreas. 

Ponto E36

Conhecido como “zusanli”, localiza-se quatro dedos abaixo da rótula e um dedo lateral da parte anterior da tíbia. É um dos principais e mais utilizados pontos de acupuntura, pois ajuda a recuperar a energia. Ergue o Qi e estimula a energia yang. Indicado, dentre outros, para cansaço, distúrbios gastrointestinais, anorexia, edema, dores no joelho. Circula e direciona o Qi do estômago e firma o Qi correto/verdadeiro. 

Ponto R3

Conhecido como “taixi”, localiza-se na depressão a meia distância entre a proeminência do maléolo medial e o tendão de Aquiles. É o ponto fonte do rim e nutre o yin e yang do rim. Indicado, dentre outros para distúrbios auditivos, sexuais e urinários, asma tontura, dor lombar. Beneficia o Qi do rim e tranquiliza o espírito (shen). 

O princípio da acupuntura é o de manter o Qi correto/verdadeiro de maneira a evitar que o agente patogênico penetre e atue no corpo. Caso a energia perversa consiga penetrar, a intervenção pela acupuntura será para auxiliar o organismo a expulsá-la. Os pontos de acupuntura escolhidos dependerão dos alvos da energia perversa, quais são os órgãos de impacto e qual é a sintomatologia. Acima elencamos alguns desses pontos que podem contribuir efetivamente para melhorar a defesa do corpo contra os possíveis patógenos. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *